<$BlogRSDUrl$>
 

segunda-feira, novembro 01, 2004

Kerry ou Bush?

Incrível como se fala tanto da eleição americana um todo por todo o mundo. Até Osama Bin Laden veio falar do assunto num vídeo transmitido na televisão!

Ontem estive a ver o Fahrenheit 9/11 de Michael Moore. É certo que já há muito tempo que eu não gosto de Bush mas depois de ver este filme fiquei ainda mais esclarecido sobre a mentira e hipocrisia que reina na família Bush. O filme revela um mundo maquiavélico desde a disputa eleitoral com Al Gore que nunca ficou bem esclarecida até às ligações perigosas com a Arábia Saudita e os Bin Laden passando por tantos erros que só revelam a incapacidade, arrogância e ignorância de Bush.

Será que os iraquianos estão hoje contentes com tudo o que aconteceu? O presidente Saddam Hussein foi afastado só que com ele desapareceram também as suas casas, a sua segurança por mais débil que fosse, as suas famílias e a sua pequena qualidade de vida. Basta reparar na quantidade de mortes que existiam no Iraque antes e depois da invasão para ter uma ideia do caos que hoje existe por lá.

Não sei o que Kerry pode ter de melhor face a Bush, mas na dúvida acho que se amanhã fosse chamado a votar ele poderia ter o meu voto. Acho que Kerry poderia ganhar apenas por aquilo que Bush faz de errado (ou aquilo que nem sequer faz) se a votação fosse num país europeu.
No entanto estamos a falar de uma votação nos Estados Unidos da América, onde os valores da sociedade são bem diferentes dos nossos. Como dizia ontem Júlio Machado Vaz na Antena 1 é um país onde se discutiu até à exaustão o caso de adultério do presidente Clinton que quase o destituiu do cargo mas onde as mentiras e ignorância de Bush não chegam para que isso possa ser sequer equacionado.

Se amanhã Bush ganhar vamos ter mais do mesmo nos próximos tempos mas se Kerry conseguir a vitória talvez exista uma expectativa que algumas coisas melhorem. Entre a falta de esperança e uma ténue esperança eu prefiro a segunda hipótese pois já estou a ficar farto de ver reféns a pedir auxilio na televisão, imagens de execuções e notícias de atentados diários no Iraque todos os dias.
Lembram-se de Sérgio Vieira de Mello? Esteve em Timor onde fez um excelente trabalho e a ele se deve a forma como aquele país finalmente recuperou a paz. Morreu no Iraque na sequência de uma invasão liderada por Bush que dizia que existiam armas de destruição em massa. As tais armas que afinal parece que tinham sido apenas inventadas para justificar uma intervenção bélica.

É por isto que em todo o mundo a eleição americana é acompanhada com tanto interesse.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?