<$BlogRSDUrl$>
 

quarta-feira, dezembro 22, 2004

O Polvo

Tanta gente fala do tradicional bacalhau cozido com batatas que come no Natal, mas eu confesso que o bacalhau nada me diz nesta época. Apesar de ser tripeiro sou também descendente de transmontanos onde a tradição é outra.

Para mim a consoada de Natal tem arroz de polvo, filetes de polvo panados e bolinhos de bacalhau. Pode parecer estranho a todos os que estão habituados ao fiel amigo, no entanto o polvo é mesmo a comida da minha noite de Natal. Outro prato que por vezes aparece na mesa de consoada é a açorda.

Quem come o bacalhau cozido na noite de Natal tem o hábito de preparar no dia seguinte a chamada “roupa-velha” com os restos de couve, batata e bacalhau, no entanto no meu Natal este prato é preparado de raiz (sem ser com restos) e comido na noite de consoada daí ser chamado também de “roupa-nova” (no dia 25 pode ser aquecido tomando então o nome de “roupa-velha”).

A verdade é que o encanto desta época se vai perdendo com o passar do tempo, fruto da idade, do modo de vida actual e também da febre do consumo que distorce bastante o conceito de Natal que existia.
E se esta altura do ano vai perdendo a magia que tinha quando eu era criança, então pelo menos que se mantenha o sabor do polvo. Pelo menos assim permanece o meu sabor de Natal nessa noite que se quer diferente das outras.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?