<$BlogRSDUrl$>
 

quarta-feira, agosto 17, 2005

Encantadora

Entrou no carro no final de mais um dia de trabalho. Conduziu pela estrada marginal, junto do rio, e encaminhou-se para a beira-mar onde estacionou. Por alguns momentos ficou simplesmente a contemplar a dança agitada das águas do rio e do mar, enquanto se misturavam.
Abriu a janela e deixou entrar o cheiro a maresia. Inspirou, de olhos fechados, degustando o odor refrescante daquele momento, enquanto se imaginava por outras paragens bem menos quotidianas. Saiu do carro, sentou-se no muro e ficou à espera dela. O tempo foi passando, mas ele aguardou pacientemente a sua chegada. Tinha a certeza que ela viria ao seu encontro.

Quando o Sol começou a desaparecer, ela chegou com a timidez de uma menina e o atrevimento de quem sabe que é desejada. Passeou-se em movimentos suaves perante os olhos extasiados dele. Ele sentia-se incapaz de disfarçar o sorriso de felicidade de a rever assim, tão cheia de magia. Fechou os olhos e passou em revista os múltiplos lugares por esse mundo fora onde se tinha sentido enfeitiçado por ela.

Olhou-a de novo antes de lhe sussurrar: “Vem comigo, acompanha-me esta noite!”
Depois entrou no carro, ligou o rádio e arrancou ao som de Sting:

“We could walk forever
Walking on the moon
We could be together
Walking on, walking on the moon”

Seguiu então viagem pela noite estrelada, na companhia daquela Lua encantadora!
 

This page is powered by Blogger. Isn't yours?